"A Vitória da Vida"


Quando era adolescente (isso já tem uns bons dez anos - riso), li um poema na capa de um caderno, acho que dentro do ônibus e nunca mais o li novamente. Mas durante esse tempo, volta e meia as palavras desse poema ecoavam em minha mente, como me impelindo a "seguir firme em frente". Hoje fiz uma busca na internte e achei-o completo.






O nome do poema é A vitória da vida Se alguém conhece o autor ou autora, pos favor me digam para dar os devidos créditos.

A vitória da vida

Pobre de ti se pensas ser vencido!

Tua derrota é caso decidido.
Queres vencer, mas como em ti não crês,
Tua descrença esmaga-te de vez.

Se imaginas perder, perdido estás
Quem não confia em si, marcha para trás;
A força que te impele para a frente
É a decisão firmada em tua mente.

Muitas empresas esboroam-se em fracasso
Ainda antes do primeiro passo;
Muitos covardes têm capitulado
Antes de haver a luta começado;

Pense grande e os teus feitos crescerão
Pense pequeno e irás depressa ao chão.
O querer é o poder onipotente,
É a decisão firmada em tua mente.

Fraco é aquele que fraco se imagina,
Olha ao alto o que ao alto se destina,
A confiança em si mesmo é a trajetória
Que leva aos altos picos da vitória.

Nem sempre o que mais corre a meta alcança,
Nem mais longe o mais forte o disco lança.
Mas o que, certo em si, vai firme em frente,
Com a decisão firmada em sua mente.

18 comentários:

Fernando disse...

Amado Nervo, pseudônimo de Juan Crisóstomo Ruiz de Nervo (27 de agosto de 1870 - 24 de maio de 1919)

Saiatha disse...

Sabe, estava pensando em um tema para uma reunião que terei na quarta-feira e lembrei desse poema que li, numa contra-capa de um caderno a uns vinte anos atraz ou mais, engraçado é que ele estava fresco em minha mente...é muito motivante.

fátima disse...

Faz quase 40 anos que eu também li esse soneto, só que quando eu ganhei ele se chamava Soneto Chines, e o que mais me marcou foi esta estrofe:"Pense alto e seus feitos crescerão, pois se pesares baixo irás depressa ao chão." E posdes cres ele é motivante na nossa vida.Amo de Paixão. beijos...

Fabiana Oliveira disse...

Que bom que gostam desse poema! Ele também marcou muito minha adolescência e tem marcado minha vida! Beijos enormes para tod@s!

Anônimo disse...

O autor é Bastos Tigre.

JB Xavier disse...

O autor dese poema é Manuel Bastos Tigre (1882-1957)famoso poeta, trovador, bibliotecário, compositor, humorista e publicitário brasileiro. Este poema foi publicado na "Antologia da Boa Vontade" (1955).

Há um safado na net, chamado Roberto Abreu, dizendo que o poema é de sua autoria, tendo-o inclusive registrado na Biblioteca Nacional. Estou providenciando a denúncia de roubo de direito autoral junto à instituição, para que este desonesto seja punido nos termos da Lei.
Veja aqui
http://www.paralerepensar.com.br/robertoabreu_avitoriadvida.htm

Anônimo disse...

Obrigado por postar este maravilhoso poema. Aconteceu o mesmo comigo.
Há mais de 20 anos, eu o li, na capa de um caderno e nunca mais o esqueci, não na sua totalidade, mas partes dele.
Hoje resolvi procurar na internet e o encontrei aqui.

Denis Dias

Renato.lgw disse...

O autor dese poema é Manuel Bastos Tigre (1882-1957)famoso poeta, trovador, bibliotecário, compositor, humorista e publicitário brasileiro. Este poema foi publicado na "Antologia da Boa Vontade" (1955).

Eloina Novaes disse...

Eu li esse poema quando tinha meus 14 anos. Hoje ja tenho 54 e ele me impeliu para a vida. Venci cada etapa acreditando que o poder é a decisão que eu tomo para as coisas acontecer.

Luciano Harder disse...

nossa...estou revivendo meus 14 anos...hj com 39 anos....nunca me esqueci desses dizeres...levei isso na minha vida pessoal desde então...hj sou empresário e sempre pensei grande...sempre segui a risca todos os dizeres...muito engraçado..pois é muito marcante e vejo q marcou muitas outras pessoas...fico muito feliz com isso

Gislayne Mayrine disse...

seu autor é amado nervo
o mesmo que escreveu EM PAZ

Fernando S disse...

Com certeza o autor é Bastos Tigres.
Manuel Bastos Tigre (Recife, 12 de março de 1882 — Rio de Janeiro, 1 de agosto de 1957) foi um bibliotecário, jornalista, poeta, compositor, humorista e destacado publicitário brasileiro.

Geraldo disse...

Eu conheci esse poema na minha adolescência, perdi a cópia, lembrava de fragmentos dele. Pra minha felicidade hoje encontro novamente esse belo poema. Para saber quanto tempo faz isso, foi nos anos 70, mais ou menos na metade dessa década. Obrigado por publicá-lo.

Unknown disse...

Este poema marcou minha juventude tambem. Estava procurando pois lembro apenas de algumas partes. Mas o nome da autora sempre ecoou em minha mente dada a importância que dei a esta leitura. Poeta Mirna Galegari. Dado aos comentários quero dizer que não tenho certeza da autoria. Mas me foi passada por um professor.

paulo vieira disse...

Olá, meu nome é Paulo e tenho 40 anos. Vi esse poema há 23 anos atrás e suas palavras me vieram a minha cabeça da mesma forma.
Como você também o procurei na internet, pois pretendia enviar ao grande amor da minha vida, que reencontrei também após o mesmo tempo, 23 anos. Esse poema me fez lembrar dela, pois após todo esse tempo, a minha maior vitória da vida é ela.
Hj dedico esse poema, que não é meu de direito, mas que o tomo emprestado, para dizer: Nevenka vc é o amor e a maior Vitória da minha vida, pois mesmo depois de tanto sucesso profissional e material, a única Vitoria da vida de um homem é o amor. O resto são ilusões.

Pedro magri disse...

Lindo poema.Eu o li no ano de 1975 em um anuncio de apostilas para o concurco da Escola de Especialistas da Aeronautica.Sempre me vem a mente fragmentos deste belo ensinamento.Hoje o encontrei nesta pagina.Estou muito feliz, pois me recordei de minha adolesencia.Segui meu destino,hoje estou na reserva da Aeronautica.PENSEI GRANDE,E OS MEUS FEITOS CRESCERAM.Muito obrigado por esta recordacao.Abracos.Pedro.

LITYERSE disse...

Meu nome é Lityerse. Nasci em Belém e conheci essa poesia quando eu tinha 12 anos, através de meu inesquecível Pai, que a obteve na então editora "O Pensamento". Decorei-a e até hoje, com a minha idade de 82 anos, ela me tem sido muito útil, em toda a minha vida.
Obrigado. lityerse@gmail.com

Adomilso disse...

Muito lindo, este poema é do escritor Bastos Tigre.